segunda-feira, 14 de maio de 2007

A loucura

O mundo às vezes me parece louco e ilógico, as coisas ficam sem sentido na minha cabeça, fico divagando no meio dessa loucura, percebo que eu também tenho as minhas loucuras, vontades que me consomem clamando para que eu quebre o paradoxo dos meus atos, mas ao mesmo tempo impera em mim a necessidade de agir sensatamente, de seguir pelo caminho politicamente correto. Fico pensando que a loucura do homem nada vale, mas a sensatez também não, visto que a normalidade é só um padrão de normas e conceitos formados na maioria dos casos, chego ao fim da linha e penso: o que me prende? Tantas vezes fico preso a opinião das pessoas, preso ao moralismo que me é infringido, preso às tradições. Medo de magoá-las, de afastá-las, medo de viver.

Converso com a loucura todos os dias, ela é minha amiga e até me compreende visto que não pede explicações.

Tenho que continuar com a aparente sensatez e viver com a loucura da minha alma.

Até quando?

PS 1: Tchau Papa, já vai tarde.

PS 2: Parabéns Massa! Não vou compará-lo com o Senna e nem com ninguém, apenas precisamos desfrutar desse momento de vitória!

Nenhum comentário: