segunda-feira, 29 de outubro de 2007

William Shakespeare

"Quanto mais fecho os olhos melhor vejo;
o dia todo vi coisas vulgares;
mas quando durmo em sonho te revejo;
pondo no escuro luzes estrelares;
tu, cuja sombra faz brilhar as sombras;
pois tanto brilho no negror produzes?
Como podem meus olhos abençoados;
assim te ver brilhar em pleno dia;
quando na noite escura deslumbrados;
dentro de fundo sono eu já te via?
Meu dia é noite quando estás ausente;
e a noite eu vejo o sol se estás presente."

Um comentário:

Paulo Silvano disse...

Caro Matheus Soares,
Foi bom investir tempo na apreciação do seu blog. Parabens pela excelência do conteúdo.

paulo Silvano